Agar Hayflick Base (Hayflick Agar Base), Frasco com 500 gramas, mod.: ME1886-500G (Himedia)

Código: ME1886-500G

Para mais informações entre em contato conosco através do telefone (41) 99907-3651 ou através do Fale Conosco

MARCA: HIMEDIA – MODELO: ME1886-500G – PRODUTO: Agar Hayflick Base, Frasco com 500 gramas

APLICAÇÃO: Recomenda-se a utilização do Agar Hayflick Base com soro de cavalo e penicilina para a detecção de micoplasmas em produtos farmacêuticos, em vacinas, bancos de células e culturas de vírus, de acordo com a Farmacopeia Europeia.

COMPOSIÇÃO:**

Ingredientes Gms / Litro

Caldo de infusão de coração de carne bovina: 17.790

Extrato de levedura: 19.800

Ácido desoxirribonucléico (DNA): 0,019

Vermelho de Fenol: 0,0237

Agar: 15.000

pH final (a 25°C): 7,8 ± 0,2

** Fórmula ajustada, padronizada para se adequar aos parâmetros de desempenho.

Necessário o uso dos suplementos FD300-5VL e RM1239-100ML

INSTRUÇÕES DE USO:

Suspender 26,32 g de 416 ml de água purificada / destilada. Aqueça até ferver para dissolver completamente o meio. Esterilizar por autoclavagem a 15 lbs de pressão (121°C) por 15 minutos ou conforme o ciclo validado. Arrefecer até 45-50°C. Adicionar 5 ml do produto reconstituído de 1 frasco para injetáveis ​​de suplemento Hayflick (FD300). Adicione assepticamente 79 ml de soro de cavalo não aquecido (RM1239) ao meio preparado. Misture bem e distribua em placas de Petri estéreis ou conforme desejado.

Rendimento: O frasco de 500 gramas rende 9,5 litros.

PRINCÍPÍO E INTERPRETAÇÃO:

Micoplasma, representa um grupo de bactérias minutos desprovidas de paredes celulares pertencentes à classe Mollicutes. Estes são responsáveis por causar séria contaminação em culturas celulares e / ou teciduais usadas para gerar artigos complementares. Eles também podem causar contaminação do caldo de digestão de caseína de soja esterilizado filtrado. A infecção de células em uma cultura pode afetar quase todas as vias do metabolismo celular, incluindo alteração da caracterização fenotípica das células e crescimento normal. A presença de espécies de micoplasma nem sempre resultam em crescimento turvo em culturas ou alteração visível das células.

Hayflick et al relataram mídias complexas para o crescimento de micoplasmas. O teste de micoplasmas é necessário para garantir produtos biotecnológicos confiáveis ​​e materiais aliados usados ​​para gerar esses produtos. O Agar Hayflick (sólido) é

recomendado para detecção geral de micoplasmas em farmacopeias para teste de produtos para micoplasma. Quando testes de micoplasmas, pelo menos duas espécies ou cepas conhecidas de Mycoplasma como controle positivo, uma das quais

fermentador de dextrose (isto é, M.pneumoniae ou espécie e cepa equivalente) e um dos quais deve ser um hidrolisador de arginina (isto é, M. orale ou espécies e linhagens equivalentes) devem ser incluídas em cada teste. Somente ao testar linhas celulares de insetos, um inclui uma cepa de controle de Spiroplasma (por exemplo, S.citri ATCC 29747, S. melliferum ATCC 29416 ou espécies equivalentes e linhagens.) Além disso, essas linhagens podem ser um pouco mais exigentes em suas necessidades nutricionais. Eles exigem menor temperaturas de incubação (assim como as linhas celulares de insetos). Este meio contém caldo de infusão de coração de carne bovina contendo infusão de coração de carne bovina e peptona que fornece nitrogênio, vitaminas,

aminoácidos e fontes de carbono. O cloreto de sódio mantém o equilíbrio osmótico. Muitos micoplasmas requerem soro para o seu bom crescimento. A adição de penicilina suprime o crescimento de flora indesejada. O vermelho de fenol no meio indica o crescimento de Micoplasma na mudança de cor do meio de vermelho para amarelo ou roxo. Soro de cavalo adicionado fornece fatores de crescimento incluindo componentes lipídicos para Mycoplasma. O DNA fornece nutrientes adicionais ao Mycoplasma. O extrato de levedura serve de fonte rica de nicotinamida-adenina dinucleotídeo (NAD) exigida por M.synoviae. O agar atua como um agente solidificante.

As espécies de Mycoplasma são anaeróbias aeróbicas ou facultativas, mas algumas são microaerófilas. Poucos são saprófitos anaeróbicos.

Micoplasma que cresce melhor a 22-35°C, enquanto cepas patogênicas crescem a 35°C. Os tubos devem ser incubados em uma atmosfera contendo 5-10% de dióxido de carbono e examinados após incubação de 48 horas, mas não devem ser descartados como negativos até após a incubação por três semanas. M. synoviae não é capaz de crescer em meio de caldo Hayflick porque o crescimento depende da NAD.

M. hyorhinis ATCC 29052, recomendado como uma variedade exigente para uso no método de células indicadoras, não é capaz de crescer neste meio.

Para a detecção de Mycoplasma, recomenda-se a subcultura intermitente do crescimento obtido em meio líquido Hayflick (ME1885) em meio sólido Hayflick (ME1886).

10 ml do produto a ser testado são inoculados em 100 ml de Caldo Hayflick (ME1885). As subculturas são incubadas por 7 dias e condições microaerofílicas a 35-37°C. Nos dias 2-4, 6-8, 13-15 e 19-21 após a inoculação, o meio líquido, o Caldo Hayflick (ME1885) é subcultivado em pelo menos uma placa de cada tipo de Agar Hayflick (ME1886) e incubado por 7 dias sob condições microaerofílicas a 35-37°C.

Além disso, 0,2 ml do produto a ser testado são inoculados diretamente em cada um dos Agar Hayflick (ME1886) e incubados por pelo menos 14 dias em condições microaerofílicas (5-10% de CO2) e umidade suficiente a 35-37°C. Controles positivos e negativos devem ser realizados. De acordo com as recomendações do PE, os meios sólidos são vistos para colônias típicas de micoplasma.

CONTROLE DE QUALIDADE:

Aparência: Pó homogêneo de fluxo livre amarelo claro a rosa.

Solidificação: Firme, comparável ao gel de Agar a 1,5%.

Cor e Clareza do meio preparado: Formas de gel transparente a ligeiramente opalescente de cor laranja-rosa com suplemento adicionado (FD300) e soro de cavalo (RM1239) em Placas de Petri.

Reação: Reação de solução aquosa de 5,26% p/v a 25°C. pH: 7,8 ± 0,2

pH: 7,60-8,00

Resposta Cultural: Características culturais observadas com adição de suplemento estéril (FD300) e soro de cavalo (RM1239) na presença de 10% dióxido de carbono (CO2) após uma incubação a 35-37°C por até 7 dias.

ARMAZENAMENTO: Armazenar em recipiente bem fechado o pó a temperatura ambiente abaixo de 30ºC e o meio preparado a 2-8°C. Use antes da data de expiração do produto.

REGISTRO ANVISA: Produto considerado não correlato pela Anvisa.

APRESENTAÇÃO / EMBALAGEM: Frasco com 500 gramas

Para mais informações entre em contato conosco através do telefone (41) 99907-3651 ou através do Fale Conosco

Sobre a loja

Brulab - Comércio de Produtos para Laboratórios, Médicos, Hospitalares    Rua República Islâmica do Irã, nº 481 Jd. das Américas - Curitiba/PR     CEP: 81.540-082 Tel: 41-3018-7102 E-mail: comercial@brulab.com.br

Selos
  • Site Seguro

Brulab - CNPJ: 30.122.631/0001-44 © Todos os direitos reservados. 2022